Levantamento topo-hidrográfico no grupo central do Arquipélago dos Açores

A Brigada Hidrográfica terminou em 22 de julho de 2020 a primeira fase do levantamento topo-hidrográfico no grupo central do Arquipélago dos Açores.

Este trabalho surge no âmbito de uma parceria entre o Instituto Hidrográfico e o Governo Regional dos Açores, tendo como principal objetivo obter informação hidrográfica para apoio ao processo de Ordenamento do Espaço Marítimo dos Açores e atualização cartográfica das ilhas da Graciosa (primeira fase) e do Faial (segunda fase), entre os 100 metros de profundidade e costa.

O levantamento tem sido realizado a bordo da lancha hidrográfica “Mergulhão”, tendo terminado a aquisição de dados na ilha da Graciosa no dia 22 de julho. Durante este levantamento hidrográfico foi sondada uma área aproximada de 70 km2 com recurso a um sistema de multifeixe de alta resolução, que permitiu obter pela primeira vez uma imagem tridimensional dos fundos marinhos nesta área da ilha Graciosa.

No sentido de apoiar e completmentar a informação do levantamento foram realizados diversos trabalhos, nomeadamente um nivelamento geométrico iniciado no vértice geodésico, situado no Monte da Ajuda, até ao cais da Barra onde foi estabelecido o datum altimétrico da ilha em 1938, num percurso total 3514 m. Procedeu-se ainda à instalação de marégrafos, topografia de diversos cais existentes, bem como a coordenação de pontos de apoio, faróis, farolins e marcas de enfiamento.

Terminada esta etapa, realizou-se o trânsito entre a ilha da Graciosa e a ilha do Faial, a bordo da lancha hidrográfica “Mergulhão”, a qual foi acompanhada durante o percurso pelo NRP Sines.

Nos próximos dias, a lancha irá dar início à segunda fase do levantamento topo-hidrográfico, agora na Ilha do Faial.

Nesta missão participam: um hidrógrafo, um técnico de hidrografia, um técnico de manutenção de equipamentos, dois patrões de embarcação.

  2020-07-24    164 / 163 / 45510;