Vouga (1882-1906)

Vouga (1882-1906)
Vouga

Foi lançado à água em 5 de Janeiro de 1882. A direcção da construção coube ao conde de Linhares, utilizando os planos do engenheiro Mackrow (inglês). A máquina e a caldeira, colocadas pelo Arsenal, em 1884, eram da corveta «Duque de Palmela».

Navio de madeira, com um comprimento de 49,07 metros, uma boca de 8,40 metros, e um deslocamento de 721 toneladas, alojava 122 homens. A sua máquina tinha uma potência de 600 cavalos, o que permitia atingir uma velocidade de 10 nós. O armamento do navio constava de quatro peças: a de amurada de 10 cm, um rodízio de 15 cm (de 4 toneladas) e uma metralhadora Norton Felt.

Em 1894 sofreu alterações no Arsenal do Alfeite para efectuar Missões Hidrográficas em Angola. Em 1895 sai a barra com destino a Luanda, onde chegou a 3 de Setembro do mesmo ano. Em 1900 regressou a Lisboa. Desactivado em 1906, foi vendido em 1909.

Fonte: Teixeira da Silva, Reis Arenga, Silva Ribeiro, Santos Serafim, Alburquerque e Silva e Melo e Sousa. “A Marinha na Investigação do Mar. 1800-1999”. Instituto Hidrográfico, Lisboa 2001.