TRADE 2

TRADE 2- Trans-regional Radars for environmental applications


  • Descrição Simples:

    É um projeto aprovado na segunda convocatória do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriço Espanha – Portugal (POCTEP) com financiamento FEDER que vê o seu seguimento no projeto TRADE2 (2014-2015), aprovado na terceira convocatória do mesmo programa.

    O objectivo principal do projeto é a prevenção dos riscos associados à navegação e às actividades portuárias no Golfo de Cádiz, desde o Estreito de Gibraltar até ao Cabo de São Vicente, considerando que este corredor marítimo é um dos de maior intensidade de tráfego de petróleo e seus derivados e substancias químicas usadas mundialmente, e tendo em conta a importância da preservação do meio ambiente para o turismo regional e consequentemente para a economia nacional.
    Para tal, o projeto apresenta as seguintes fases:

    • Fase 1. Implementação de uma rede de radares de alta-frequência (Codar-SeaSonde) para monitorizar o campo vectorial das correntes superficiais e ondas no Estreito de Gibraltar e da área de fronteira Espanha-Portugal. Devido ao pequeno número de observações na área que podem alimentar e validar modelos hidrodinâmicos numéricos, considera-se que os radares de alta-frequência representam uma técnica de resposta eficaz devido à sua alta disponibilidade temporal, cobertura geográfica e sustentabilidade económica por estarem localizados em terra. O sistema de observação do Estreito de Gibraltar, é composto por três estações radiais localizadas no farol de Tarifa, farol de Punta Carnero e no molhe oeste do porto de Ceuta, nas instalações da Autoridade Portuária da Baía de Algeciras e de Ceuta, com um alcance máximo de 75 km. Possuem uma resolução de 1.3 km, ou seja, obtêm-se medições horárias, numa malha ortogonal, com células de 1.3 km por 1.3 km. A altura da agitação marítima obtida é representativa das superfícies ao longo de arcos concêntricos, considerando-se o centro a estação costeira, e a distâncias regulares de 1 km. Fase concluída em 2013.
    • Fase 2. O Sistema Algarve-Huelva abrange a área fronteiriça e possui duas estações costeiras: Monte Gordo, mais concretamente no terraço do Hotel DUNAMAR, em Portugal e Mazagon em Espanha. O alcance máximo das radiais é de aproximadamente 75 km, com uma resolução espacial de 1.3 km e disponibilidade horária. A agitação marítima, tal como na situação anterior, é representativa das superfícies ao longo de arcos concêntricos, a cada 1,3 quilómetros. Fase concluída em 2013.
    • Fase 3. Esta Fase ficou concretizada em 2014 com a instalação de mais uma estação radar HF no Farol de Alfanzina – Faro, ficando assim o Algarve coberto a cerca de 60%.
    • Fase 4. De modo a atingir a cobertura total do Algarve irá ser instalada uma estação radar HF em Sagres ainda no decorrer do 3º trimestre de 2015, concluindo-se assim o projeto.
  •    

  • Mais Valias:

    As acções desenvolvidas em torno do projeto TRADE visam consolidar um observatório marítimo Ibérico em que participem diversos grupos científicos e instituições operacionais com os seguintes resultados:

    • Melhorar a segurança da navegação e a operação portuária, reduzindo significativamente a probabilidade de acidentes;
    • Melhorar a capacidade de resposta a acidentes, bem como melhorar a disponibilidade de dados do estado do mar em tempo real e as ferramentas para integração em modelos operacionais de combate à poluição, irá reduzir o impacto sobre o meio ambiente e consequentemente sobre a economia local;
    • Salvamento de pessoas no mar;
    • Detecção de infracções em casos de contaminação marítima;
    • Melhorar o conhecimento da hidrodinâmica da área com consequências directas nas seguintes actividades:
      • Gestão de recursos piscatórios
      • Planificação, construção e exploração de infra-estruturas no litoral
      • Estudo da dinâmica do transporte litoral de sedimentos considerando o alto valor ecológico dos parques naturais existentes na área Fornecimento de informação sobre os parâmetros físicos adequados à gestão sustentável da zona costeira
    • Distribuição da informação à sociedade com interesse em actividades tais como navegação desportiva, pesca, segurança das praias, etc…

  • Parceiros: Puertos del Estado (Espanha), Instituto Hidrográfico (Portugal) e Universidade de Cádiz (Espanha).

  • Divisões do Instituto Hidrográfico Envolvidas (responsáveis): Divisão de Oceanografia e Centro de Dados Técnico-científicos

  • Início/ Fim: 2013 - 2015

  • Fonte de financiamento:: POCTEP – Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha - Portugal