Página Inicial seta NRP “Almirante Gago Coutinho” - Banco do Gigante

NRP “Almirante Gago Coutinho” - Banco do Gigante

O navio NRP "Almirante Gago Coutinho" continua a mapear os fundos marinhos dos mares dos Açores e revela-nos imagens extraordinárias do fundo do mar, neste caso, o Banco do Gigante.

O monte submarino do Gigante está inserido na Crista Média Atlântica, uma cadeia de montanhas no meio do oceano Atlântico com orientação geral NE-SW e que faz a separação entre a placa tectónica da América a Oeste com as placas Euro-Asiática e a Africana a leste.

A Crista Média Atlântica resulta da extrusão de vulcanismo basáltico nesta zona do oceano que à medida que é expelido empurra a placa Americana para Oeste e as placas Euro-Asiática e a Africana para leste. A crista é pois uma zona elevada relativamente aos fundos marinhos circundantes, formada por uma série de edifícios vulcânicos com orientação geral NE-SW e edifícios com orientação WNW-ESSE resultantes da extrusão de vulcanismo ao longo de falhas transformantes (perpendiculares à orientação geral da Crista).

Numa das figuras vêem-se dois edifícios vulcânicos agora separados de 11 km que se implantaram ao longo de estruturas tectónicas com orientação NE-SW. Tendo em conta o afastamento médio entre a placa Americana e as placas Euro-Asiática e a Africana (cerca de 20 mm/ano) pode-se estimar que a estrutura vulcânica original se separou há cerca de 550 mil anos.

Imagens