N.R.P. Cruzeiro do Sul (A 5201) (1968-1976)

N.R.P. Cruzeiro do Sul (A 5201) (1968-1976)
N.R.P. Cruzeiro do Sul (A 5201)

Adquirido por Portugal foi convertido em lancha hidrográfica, depois de ter pertencido ao «Mayor» de Londres, que o baptizou «Giroflee».

Participou em diversos trabalhos de oceanografia destacando-se o cruzeiro MALAC em 1971, tendo, no âmbito da hidrografia, procedido ao levantamento dos porto de Huelva e de Sines, bem como das barras de Lisboa. No «Cruzeiro do Sul», efectuou-se o primeiro estudo de poluição do estuário do rio Tejo, com a participação de técnicos belgas e de técnicos nacionais do Instituto Ricardo Jorge. Possuía um deslocamento de 100 toneladas e era guarnecida por 8 ou 9 homens.

Fonte: Teixeira da Silva, Reis Arenga, Silva Ribeiro, Santos Serafim, Alburquerque e Silva e Melo e Sousa. “A Marinha na Investigação do Mar. 1800-1999”. Instituto Hidrográfico, Lisboa 2001.