Página Inicial seta Serviços seta Monitorização / Previsão

Monitorização ambiental e previsão operacional

Quem somos

O Instituto Hidrográfico (IH) possui a competência técnica e os meios operacionais para assegurar plenamente a monitorização ambiental e a previsão operacional em áreas costeiras e oceânicas. Para este efeito dispõe de equipas multidisciplinares especializadas nos domínios da hidrografia, da oceanografia física e química e da geologia e geofísica marinhas. Esta capacidade integrada permite a realização de estudos da evolução da batimetria e do regime de agitação marítima, marés e correntes oceânicas, bem como a caracterização dos sedimentos e sua dinâmica. Possibilita, igualmente, a medição de parâmetros físicos e químicos da água do mar, assim como de variáveis meteorológicas costeiras e oceânicas. Através da valorização da informação inerente à combinação de diferentes parâmetros ambientais e da utilização de diversos modelos numéricos, é efetuada a previsão meteo-oceanográfica adaptada a várias escalas geográficas.

Serviços

No âmbito destes serviços, o IH tem capacidade de:

  • Efetuar levantamentos hidrográficos de elevada resolução, complementados com registos de sonar lateral;
  • Caraterizar a agitação marítima em áreas costeiras e oceânicas, através de boias ondógrafo ou multiparâmetro (neste caso, também com a medição do vento, temperatura e corrente à superfície, da clorofila, do oxigénio, da presença de hidrocarbonetos, etc.);
  • Utilizar sistemas para aquisição de dados de alturas de água, com o objetivo de caracterizar a maré (determinar as suas constituintes harmónicas);
  • Empregar perfiladores de correntes (ADCP) para mapeamento da circulação marítima;
  • Estabelecer estações meteorológicas costeiras;
  • Utilizar estações radar HF para a medição das correntes superficiais;
  • Executar levantamentos geofísicos para determinação do substrato rochoso e da espessura dos depósitos sedimentares;
  • Efetuar análises físicas e químicas em amostras de água do mar, sedimentos e organismos vivos, com ensaios específicos acreditados pelo IPAC;
  • Efetuar a previsão operacional, com recurso a diferentes modelos numéricos de meteorologia e oceanografia, da circulação na margem continental (correntes, temperatura de superfície, velocidade de propagação do som na coluna de água, etc.), marés, deriva de superfície, deriva litoral induzida pela rebentação, agitação marítima, etc.