Hidromar 87 Fevereiro 2005

Hidromar n.º 87 Download

Hidromar 87Um caminho tranquilo

Nas organizações, a reflexão interna conduz ao desenvolvimento de sinergias que permitem ultrapassar, muitas vezes, os constrangimentos que são gerados interna e externamente, e que se poderiam impor como limitação ao respectivo fortalecimento. A concentração nos factores que as tornam mais fortes permite pois limitar a influência desses constrangimentos e, assim, encontrar um melhor rumo para o crescimento sustentado. É a acção resultante de uma salutar reflexão, dinamizada por processos de comunicação interna, que se constitui, seguramente, factor de diferença num quadro de competitividade e de procura pela excelência. Como tenho vindo a sublinhar em outras oportunidades, existe uma preocupação central da Direcção-Geral do Instituto Hidrográfico relativamente à mobilização dos recursos humanos que o servem para os objectivos que nos propomos alcançar. É entendimento, interiorizado de forma consistente, que nas organizações são as pessoas, consideradas nos diferentes planos em que exercem as suas funções, o factor crítico e determinante do sucesso das mesmas.  A observação que o passar do tempo gradualmente me tem permitido efectuar relativamente às realidades do Instituto Hidrográfico, vistas numa perspectiva integrada, leva-me a considerar de todo o interesse encontrar formas de dinamizar o processo de comunicação interna e, assim, obter ganhos funcionais resultantes da aproximação dos quadros superiores à vida funcional da organização, quer do ponto de vista das actividades, quer da compreensão dos objectivos a que nos propomos. Este processo visará pois permitir que todos os funcionários superiores detenham uma melhor compreensão dos objectivos que regem a instituição e uma mais correcta interiorização do posicionamento de cada unidade orgânica no contexto global, permitindo, assim, alcançar uma mais adequada sintonia do seu próprio posicionamento pessoal vis a vis a realidade institucional.


Sumário

2 A Divisão de Oceanografia em entrevista
4 Uma palavra aos sistemas
6 Pensar através dos Sistemas de Informação
7 SAGe – Sistema de Apoio à Gestão do IH
9 Os Sistemas de Informação Geográfica aplicados a estudos de dinâmica sedimentar
12 Apoio à inovação na Geologia Marinha
13 Início dos trabalhos na Plataf. Continental
14 O artigo 76.º da CNUDM –Min. da Defesa presente na camp. inaugural – Os objectivos da Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental
15 Diário de bordo do D. Carlos I
16 Nova vaga de cientistas
18 Oceanografia prevê Agitação Marítima – A primeira Carta print-on-demand
19 Os símbolos heráldicos e o emblema do IH – Festa de Natal no Instituto Hidrográfico
20 Quando a palavra é inovar – Teve início a remodelação do edif. dos Lab.
21 Onde estão a Química e a Geologia?
22 DG visita instal. temporárias dos Laboratórios
23 Manter as infra-estrutares do IH – Modernização da frota auto
24 Grandes revisões de manutenção das UAM – Actividades das Divisões e Navios Hidrográficos
25 IH de regresso à Nauticampo – Apresentação pública do Roteiro
26 As questões do visitante – As nossas caras na Nauticampo 2005
27 Na companhia da EN e do CRA – CMG Valente Zambujo presente em Reunião de Moinhos de Maré – Navegador e… doutorado
28 Novo estágio no CD – Destacamento da 1MAR Alexandra Melo – Provérbios e dizeres de quem anda no mar …
29 Reforço da coop. com a Câmara do Seixal – Visita da Escola Náutica Infante D. Henrique
30 1.º Curso Geral Naval de Guerra – Curso de Formação Militar de Oficiais – Grupo de York
31 Bispo de Setúbal em visita às INAZ – Passagem do UKHO por Lisboa – Futuros oceanógrafos da Univ. do Algarve
32 CEMA de Espanha em visita ao IH