Filipe Folque (1800-1874)

Filipe Folque (1800-1874)
Filipe Folque

General. Tenente da Armada. Doutorou-se na Universidade de Coimbra em Matemáticas, no ano de 1826.

Foi ajudante do Director das obras do Mondego e do Observatório da Universidade. Em 1833 assentou praça na Armada, tendo transitado para o Exército, como tenente de Engenheiros.

Em 1836 foi provido num lugar de lente da Academia de Marinha. Neste ano criou o curso de engenheiro hidrógrafo, que viria a ter importante influência na divulgação e no aprofundamento, entre os oficiais da Marinha, dos conhecimentos de astronomia, geodesia, topografia, hidrografia, cartografia e outras actividades afins. Em 1840, é nomeado lente de astronomia e geodesia da Escola Politécnica de Lisboa.

Três anos mais tarde, juntamente com o seu pai, foi nomeado para a realização de uma carta topográfica do país, à escala de 1:100 000. Em 1851, assumiu a direcção de um novo departamento hidrográfico, que esteve durante muito tempo na dependência da Direcção Geral de Trabalhos Geodésicos.

Sócio da Academia Real das Ciências e professor de Matemática das filhas de D. Maria II, deixou notáveis memórias sobre os trabalhos geodésicos em Portugal.

Fonte: Teixeira da Silva, Reis Arenga, Silva Ribeiro, Santos Serafim, Alburquerque e Silva e Melo e Sousa. “A Marinha na Investigação do Mar. 1800-1999”. Instituto Hidrográfico, Lisboa 2001.