Fernão Vaz Dourado (1568)

Fernão Vaz Dourado - 1568
Fernão Vaz Dourado - 1568

É no belo e precioso atlas, o mais antigo que se conhece de Vaz Dourado, que se encontra a rosa-dos-ventos da gravura.

O atlas contém vinte folhas duplas de pergaminho, dobrados pelo meio, tendo portanto quarenta folhas simples.

À parte algumas cartas que se encontram bastante estragadas, o atlas está bem conservado e pertence, há cerca de oitenta anos, aos Duques de Alba, em cujo Palácio de Liria, em Madrid, está cuidadosamente guardado.

Fernão Vaz Dourado tem sido sempre considerado como um grande cartógrafo, e já foi mesmo chamado, por Armando Cortesão, «o mais célebre e notável cartógrafo português do século XVI e até de todos os tempos».


Fonte: “ROSAS DOS VENTOS DAS CARTAS DE MAREAR PORTUGUESAS”. Anais do Clube Militar Naval. – Ano CXIII, N.º Especial (1983).