Deriva Litoral

Experiência-Piloto de Medição da Corrente de Deriva Litoral

Marcas lançadas à água.

Experiência parcialmente financiada pelo Projecto MOCASSIM (Desenvolvimento das Competências Nacionais para a Implementação de Modelos OCeanográficos de ASSIMilação de Dados), no âmbito do quadro do Programa de Apoio à Reforma dos Laboratórios do Estados e do Programa Operacional Ciência, Tecnologia e Inovação do Quadro Comunitário de Apoio III.

O Instituto Hidrográfico (IH) lançou à água em 6 e 7 de Outubro de 2003, ao largo da Praia da Vieira de Leiria, 3000 marcas superficiais no âmbito de uma experiência científica com o objectivo de estimar a corrente de deriva litoral ao longo da costa portuguesa. As marcas, em papel colorido plastificado com dimensão A3 (30x42 cm), deslocaram-se ao longo da praia sob efeito da corrente. As suas trajectórias foram seguidas por fotografia aérea, uma tarefa em que esteve envolvida a Esquadra 401 da Força Aérea Portuguesa.

Objectivos da Experiência
  • Avaliar a intensidade da corrente de deriva litoral num troço simples de linha de costa, com configuração quase linear da batimetria.
  • Avaliar a exequibilidade do uso de traçadores superficiais na estimação da corrente de deriva litoral.
  • Testar e validar modelos numéricos e formulações analíticas disponíveis com vista à sua aplicação noutros trechos da costa portuguesa.

 

Motivação

Durante a fase aguda da crise do Prestige, o IH elaborou e disseminou estimativas da corrente de deriva litoral. Contudo, os valores máximos previstos e a variabilidade da corrente ao longo da costa mereceram sempre algumas reservas. Tais circunstâncias despertaram a necessidade de realizar medições para validar os modelos existentes.

Apresentação
Entidades participantes
Metodologia
Resultados Preliminares
Dinâmica
Conclusões preliminares
Publicações