D. João de Castro (?) (1541)

D. João de Castro (?) - 1541
D. João de Castro.jpg

A «ROSA» representada na gravura, figura no Roteiro do Mar Roxo, o mais conhecido e célebre dos três Roteiros de D. João de Castro.

Esta rosa-dos-ventos, foi desenhada na Távoa intitulada Maçua-Massawa, que se encontra em Lisboa na Biblioteca dos Duques de Palmela.

D. João de Castro, cuja biografia como distinto general e estadista é por demais conhecida, foi também um grande navegador e cartógrafo. Autor de três Roteiros -Roteiro de Lisboa a Goa, Roteiro de Goa e Dio e Roteiro do Mar Roxo, escritos em consequência de uma viagem que fez ao Oriente, D. João de Castro revelou-se não só um grande cosmógrafo mas, acima de tudo, um dos maiores navegadores científicos de todos os tempos.

Como diz C. R. Boxer, «as obras de Dom João de Castro constituem autêntico marco milenário na história da ciência náutica, e no que respeita a Roteiros portugueses, o padrão que estabeleceram nunca foi ultrapassado».


Fonte: “ROSAS DOS VENTOS DAS CARTAS DE MAREAR PORTUGUESAS”. Anais do Clube Militar Naval. – Ano CXIII, N.º Especial (1983).