CTD

Para caracterizar fisicamente a coluna de água, é necessário conhecer o perfil de temperatura e condutividade associadas à profundidade. É utilizado um sistema CTD (Conductivity, Temperature and Depth) para efectuar essa caracterização.

Um sistema CTD é constituído por uma sonda CTD, uma unidade de comando, um cabo electromecânico, um guincho, um computador e pelo software de aquisição de dados.

Uma sonda CTD permite obter perfis de condutividade, temperatura e pressão ao longo da coluna de água. Este equipamento pode, no entanto, ter outros sensores acoplados, tais como: turbidímetros nefelométricos ou nefelómetros (para medir a quantidade de sedimentos em suspensão na coluna de água), fluorómetros (para medir a quantidade de clorofila) e ainda medidores de pH e oxigénio dissolvido.

A visualização dos resultados em tempo real é efectuada num computador com um software próprio. Na aquisição de dados, durante uma estação oceanográfica, a Rosette contendo o equipamento é arreada (descida) de modo a efectuar um perfil vertical entre a superfície e uma determinada profundidade.

No Instituto Hidrográfico (IH) existem vários modelos de sondas CTD, provenientes de dois fabricantes: Idronaut e General Oceanic.  

A unidade de comando constitui a interface entre o CTD e o computador. Esta unidade tem ainda a função de fornecer energia eléctrica ao equipamento e descodificar os dados transmitidos em tempo real.

O cabo electromecânico é um cabo de aço que tem, no seu interior, um condutor eléctrico que permite alimentar o CTD e efectuar a transferência dos dados em tempo real para o computador. Este cabo está incorporado num guincho que tem a particularidade de ter uma grande capacidade de controlo da velocidade de saída/recolha do cabo.


CTD IDRONAUT

O IH detém, à data, dois modelos CTD diferentes deste fabricante: o Ocean Seven 317 e o Ocean Seven 320 Plus. Ambos possuem caixa de pressão em titânio podendo por isso efectuar observações até aos 6000 m de profundidade. Funcionam em tempo real ou em auto-registo.

O Ocean Seven 320 é a versão mais evoluída do Ocean Seven 317 e apresenta como principal melhoramento o seu microprocessador que trabalha a 32 bits, o que lhe confere uma resolução mais elevada, com capacidade para adquirir até 20 amostras por segundo.


CTD General Oceanic MK3C

Este equipamento, tal como os anteriores, também pode efectuar observações até aos 6000 m de profundidade. Está dotado dos sensores standard (pressão, temperatura e condutividade) e sensores externos: nefelómetro (turbidez) e altímetro.


Síntese das especificações técnicas:

MK3C General Oceanic
 Frequência   Pressão Temperatura  Condutividade 

Nefelómetro 

 Unidades

 dbar

 ºC

 mS.cm-1

 FTU
(Formazine Turbity Unit)

 Alcance  0 a 6500

 -2 a 32

 0 a 65

 0.2 a 750

 Precisão

 ± 6.5

 ± 0.002

 ± 0.002

 ± 0.2

 Resolução

 0.1

0.0005 

0.001 

 Estabilidade

 6.5

0.001 

0.003 


Idronaut Ocean Seven
 Frequência   Pressão Temperatura  Condutividade 

Nefelómetro 

 Unidades

 dbar

 ºC

 mS.cm-1

ppm 

 Alcance  0 a 6500

 -2 a 32

 0 a 65

 0 - 25 

 Precisão

 ± 6.5

 ± 0.003

 ± 0.003

-

 Resolução

 0.1

0.0005 

0.001 

200mV/FTU

T. Resposta

50 ms 

50 ms 

50 ms