Cantino (1502)

Cantino - 1502
Cantino 1502.jpg

A «ROSA» que figura no planisfério dito de «Cantino», não é da sua autoria nem o próprio planisfério pois trata-se de uma obra atribuída a portugueses. Alberto Cantino foi um espião do Duque de Ferrara, Ercole d'Este, que agenciou a sua execução clandestina em Lisboa, a troco de 12 ducados, e daí o enviou ao seu senhor, em 1502.

Conserva-se na Biblioteca Extense de Módena (Itália).

Fonte: “ROSAS DOS VENTOS DAS CARTAS DE MAREAR PORTUGUESAS”. Anais do Clube Militar Naval. – Ano CXIII, N.º Especial (1983).