António Carvalho Brandão (1878 - 1937)

António Carvalho Brandão (1878 - 1937)
António Carvalho Brandão

Capitão-de-fragata. Assentou praça em 1893. Em 1904 foi nomeado vogal do Conselho de Guerra da Marinha.

Em 1912 elaborou um dicionário de termos de Marinha, com tradução em francês e inglês, abrangendo a tecnologia de bordo.

Trabalhou intensamente para a instalação de uma estação meteorológica nos Açores, vindo a ser o primeiro chefe da estação meteorológica da Marinha na Horta.

Representou Portugal em muitos congressos internacionais da especialidade, apresentando nos de Londres e Utrecht teses notáveis.

Dedicou à Sociedade de Meteorologia e Geofísica uma enorme actividade. Dentre outros trabalhos publicou uma memória sobre "Os modernos métodos de Previsão do Tempo", apresentada ao congresso de Coimbra de 1925.

Em 1926 foi nomeado membro do Comité Meteorológico Internacional. Nos Anais do Clube Militar Naval publicou um importante estudo sobre as diferentes caracterfsticas dos diversos tipos de tempo em Portugal.

Mesmo depois de passar à situação de Reserva continuou a dedicar-se a estudos de Meteorologia até ao fim da sua vida, em 1937.

Comandou as canhoneiras «Ibo» e «Pátria» e o vapor «Figueira».

Fonte: Teixeira da Silva, Reis Arenga, Silva Ribeiro, Santos Serafim, Alburquerque e Silva e Melo e Sousa. “A Marinha na Investigação do Mar. 1800-1999”. Instituto Hidrográfico, Lisboa 2001.